X Close
Your Cart
Keep Shopping
Baú do MMA: Saiba Mais Sobre A Rivalidade Entre BTT e Chute Boxe

Baú do MMA: Saiba Mais Sobre A Rivalidade Entre BTT e Chute Boxe



Há alguns anos atrás se iniciava uma das maiores rivalidades do esporte entre duas equipes brasileiras, em um evento chamado Pride, naquela época era simplesmente o maior evento de MMA  do mundo. Grandes nomes do esporte foram revelados ali naquele octógono, hoje falaremos entre a tão temida rivalidade entre a equipe carioca BTT e a curitibana Chute Boxe.


Na época de ouro as equipes contavam com grandes atletas, a BTT por sua vez tinha como os principais atletas: Ricardo Arona, Zé Mário Sperry e os Irmãos Nogueira (Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro). Já a Chute Boxe tinha grandes nomes como Wanderlei Silva e os Irmãos Rua (Maurício Shogun e Murilo Ninja).

COMO LUTAR CONTRA O ADVERSÁRIO MAIOR, MAIS FORTE E MAIS PESADO: GUARDA BY BRUNO MALFACINE (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI


A rivalidade se deu início logo no café da manhã, as duas equipes estavam no mesmo hotel e tomando café na mesma hora, quando Ricardo Arona, que fazia sua estréia no Pride foi cumprimentar Wanderlei Silva, o mesmo não gostou e o insultou gratuitamente, e as equipes quase brigaram no café. A partir de então as equipes eram postas em vestiários diferentes, em andares de hotel diferentes, tudo era feito para que um conflito maior fosse evitado.

A primeira luta envolvendo BTT x Chute Boxe aconteceu entre os atletas Murilo Ninja e Mário Sperry. Na primeira trocação da luta Sperry sofreu um Knockdown e a partir de então Ninja teve uma vantagem na luta. Apesar de abalado pelo golpe, o lutador da BTT quase finalizou o curitibano várias vezes, mostrando que mesmo sendo 14 anos mais velho não iria desistir de vencer.



No córner curitibano um ritmo forte era imposto para Ninja através dos gritos de incentivo, que desestabilizavam o córner da BTT. O impacto emocional foi tão grande que Rodrigo Minotauro começou a chorar ao ver seu professor sendo "desrespeitado" pelos atletas da equipe adversária.  

Sete meses depois da vitória de Murilo Ninja, foi a vez de Ricardo Arona, que vinha de grandes vitórias sobre Dan Henderson e Guy Mezger vingar sua equipe entrando no ringue com o curitibano. Após uma luta disputada na maior parte do tempo no chão, o elevado Jiu Jitsu de Ricardo Arona falou mais alto e a BTT vingou sua derrota.

O MANUAL DA MEIA GUARDA INVERTIDA COM JAKE MACKENZIE (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI


Durante o evento do Pride em 2005, as duas equipes entrariam em confronto três vezes, lutas essas que se tornaram verdadeiros clássicos do MMA mundial. A primeira luta foi entre os atletas Maurício Shogun e Rogério Minotouro, pelas quartas de final do GP. Os dois deram um show em uma luta extremamente emocionante, com um Kockdown para cada lado e muita técnica tanto em pé quanto no chão. A luta até hoje é uma das melhores lutas da história do esporte. Shogun venceu por decisão unânime e avançou à semifinal.   

Quatro anos depois do desentendimento no café da manhã, Ricardo Arona, que havia vencido Dean Lister e Sakuraba enfrentaria Wanderlei Silva, que havia vencido Yoshida e Nakamura na semifinal. Em uma  luta que foi controlada pelo carioca tanto em pé por meio de poderosos chutes baixos e no chão com fortes marteladas, Ricardo saiu vencedor por decisão unânime e avançou para a final contra shogun, que havia vencido Alistair Overeem.



Na grande final do GP um dos duelos mais esperados, Ricardo Arona contra Maurício Shogun. A tensão era visível no rosto dos atletas, tanto no córner quanto na platéia e no ringue. Arona com a canela machucada, à base de anti-inflamatórios e Shogun vindo de uma vitória sobre Overeem na mesma noite, e uma guerra com Minotouro um mês antes do novo duelo de titãs. Após ser derrubado, Shogun conseguiu encaixar um omoplata e a partir de então controlou o duelo, nocauteando seu adversário com menos de três minutos de combate, assim a Chute Boxe se tornava campeã do GP pela segunda vez, já que Wanderlei havia sido campeão dois anos antes.

O MANUAL DAS DEFESAS COM BERNARDO FARIA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI


Seis meses depois do último duelo, Arona entrou em ação mais uma vez e com um adversário já conhecido, Wanderlei Silva. Dessa vez valendo o título de Campeão Mundial no Peso Médio do Pride. Em uma luta muito equilibrada. Wanderlei saiu vencedor por decisão dividida, os dois protagonizaram um grande show para os espectadores, houve muita divergência após a final do combate pois era nítido que Ricardo Arona havia vencido, após o fato ocorrido, muito chateado Arona disse ter perdido para a máfia japonesa e não para o seu adversário.

A última luta da rivalidade no Pride aconteceu em Abril de 2006, com Paulo Filho, da BTT vencendo Murilo ninja, da Chute Boxe, por decisão unânime. A partir de então, com o fim do Pride, a aposentadoria de alguns lutadores e o próprio amadurecimento dos mesmos a rivalidade esfriou, e hoje o clima entre os antigos membros das equipes é de paz.



Com o passar dos anos a BTT continuou fazendo história, nós da BJJFANATICS disponibilizamos dois super cursos com os maiores nomes do Jiu Jitsu da BTT na atualidade, Alexandre Vieira e Leonardo Saggioro. Alexandre que é conhecido por ser um dos principais atletas do mundo a utilizar o LoopChoke e Leonardo por sua indefensável Meia Guarda, ele simplesmente consegue raspar qualquer adversário.

Os dois disponibilizaram dois grandes cursos com excelentes técnicas, todas mostradas com clareza de detalhes, então não perca tempo e garanta já o seu hoje mesmo.

TUDO SOBRE O LOOP CHOKE COM ALEXANDRE VIEIRA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI


RASPE TODO MUNDO POR LEONARDO SAGGIORO (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI


GUARDA DE GANCHO DO BÁSICO AO AVANÇADO COM THOMAS LISBOA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

Marcadores