A Maior Campeã Da História Do Jiu Jitsu Está De Volta Aos Tatames

A Maior Campeã Da História Do Jiu Jitsu Está De Volta Aos Tatames

Não é nenhum exagero dizer que Gabrielle Lemos Garcia, mais conhecida como Gabi Garcia é a maior campeã da história do Jiu Jitsu. Possuindo todos os principais títulos da IBJJF, UAEJJF e do ADCC, tanto na categoria quanto no absoluto por diversas vezes, Gabi conseguiu durante muito tempo se manter no topo do Jiu Jitsu com o status de mulher a ser batida.

Entretanto, desde 2015 a atleta da Alliance voltou suas atenções para a modalidade das artes marciais mistas (MMA), com uma rápida aparição no ADCC de 2017  no qual ela conquistou seu último título na luta agarrada.

Dentro dos octógonos o seu sucesso se manteve e a atleta terminou com todas as suas lutas de forma extraordinárias, sempre finalizando ou nocauteando suas adversárias antes mesmo do final do segundo round, e possuindo um cartel impecável de 6 lutas e 6 vitórias.

*A atleta possui uma luta sem resultado, pois sua adversária (Oksana Gagloeva) aos 16 segundos de luta alegou ser atingida por uma dedada no olho e não pode retornar ao combate.

Quando já estávamos nos acostumando a assistir Gabi somente nos eventos de MMA, Gabrielle surpreendeu a todos quando no último dia de inscrições do Pan Americano deste ano anunciou que com o aval de seu treinador Fábio Gurgel, retornaria as competições de Jiu Jitsu.

“Eu me inscrevi no Pan no último dia do prazo, antes de ir treinar. Perguntei para o Fábio (Gurgel) e para o (Rubens Charles) Cobrinha o que eles achavam de eu lutar, e na verdade, é difícil conciliar o Jiu-Jitsu com o MMA, tanto que quando entrei para o MMA, eu não lutei mais Jiu-Jitsu. Só que a minha próxima luta de MMA não vai ser nas próximas seis semanas, então eu consigo lutar o Pan. Quando eu entrei para o MMA, todos sabiam que o ADCC é um torneio que sempre peço para lutar, é muito importante para mim e tem toda uma questão emocional, por conta da perda do meu irmão. Só que estou afastada há um tempo das competições de quimono, e nesse tempo, chegou uma geração forte, as meninas são muito boas e eu quero me testar como atleta” Declarou Gabi a revista Tatame.

Inscrita na categoria Super Pesado, Gabi terá que vencer 3 lutas para ser campeã de sua categoria e provavelmente outras 3 caso queira conquistar o ouro duplo. Na sua divisão suas adversárias já estão definidas, no primeiro combate Gabi enfrenta a atleta Alison Victoria Tremblay (Brazilian Top Team), caso vença encontrará com Jessica Flowers (Gracie Barra) na semi-final, e caso avance para a final, enfrentará a vencedora de Carina Santi (G13 BJJ) e Hillary VanOrnum (Impact Jiu Jitsu), para sagrar-se campeã de sua categoria.

“Não tenho que provar nada para ninguém. Tenho meus títulos mundiais, pan-americanos, então estou indo lá para competir, fazer meu trabalho apenas, e a expectativa é ganhar o título no peso e absoluto. Na Alliance, são várias meninas que lutam e estou confirmada no peso e no absoluto após conversar com o Fábio. Nunca deixei de treinar de quimono e quando eu decidi lutar o Pan, eu já vinha treinando. Meus fãs pediram muito para eu voltar e é até engraçado, porque quando eu lutava, eu não me sentia tão abraçada como estou me sentindo agora (risos). Estou muito feliz de estar voltando, dos fãs estarem pedindo minha volta. Tem muita menina boa, mas estou muito confiante, porque esse tempo que passei sem lutar de pano fez minha técnica melhorar muito, sem aquela pressão de campeonato, de treinar só para isso. Meu jogo mudou um pouco, estou forte, no gás e esperando vitórias. Vou dar o meu máximo e fazer o que sei de melhor, que é Jiu Jitsu”, completou Gabi.

Quando interrogada se o retorno aos tatames seria pontual, somente para a disputa do Pan, Gabi confirmou que não, e que deseja participar de outros campeonatos neste ano e inclusive está com 90% de chances de lutar o Mundial IBJJF.

“Estou confirmada para o Pan, 90% confirmada para o Mundial, confirmada no ADCC e quero parabenizar a CBJJ por estar dando agora premiações em dinheiro para os campeões no masculino e feminino faixa-preta, que foi o que tanto pediram. Se der tudo certo, eu também gostaria de lutar o Brasileiro. Espero que meus fãs, independentemente do meu resultado, que eu sei que vai ser positivo, aproveitem essa minha volta aos tatames e torçam por mim. Espero fazer boas lutas e a Gabi está de volta na mesma pressão, com mais vontade ainda de vencer (risos). Foi bom ficar afastada esse tempo para criar essa vontade de pegar uma lapela (risos)”, finalizou Garcia.

Treinando na academia de Fábio Gurgel em uma safra de campeões consagrados como Bruno Malfacine, Bernardo Faria e Thomas Lisboa, Gabi Garcia construiu sua carreira de muitas conquistas nos tatames, estamos muito felizes com o retorno dessa grande atleta e esperamos que o Jiu JItsu feminino continue crescendo cada vez mais!

Confira aqui as vídeo aulas de alguns parceiros de equipe de Gabi que a ajudaram a construir o Jiu Jitsu dessa campeã!

 

COMO LUTAR CONTRA O ADVERSÁRIO MAIOR, MAIS FORTE E MAIS PESADO: GUARDA BY BRUNO MALFACINE (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

OMOPLATA TODO MUNDO COM BERNARDO FARIA (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI

GUARDA DE GANCHO DO BÁSICO AO AVANÇADO COM THOMAS LISBOA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

Marcadores