X Close
Your Cart
Keep Shopping
No Jiu Jitsu Ninguém É Obrigado A Competir!

No Jiu Jitsu Ninguém É Obrigado A Competir!

Quando uma pessoa decide praticar Jiu Jitsu pela primeira vez ela deve estar ciente que dentro do tatame é um mundo completamente diferente do que ela está acostumada, e ali ela aprenderá não só as técnicas do esporte como também uma filosofia de vida regrada por respeito e disciplina para com o próximo.

Porém com o passar do tempo as responsabilidades aumentam, o praticante já está mais familiarizado com o esporte, tendo domínio de posições e conhecendo mais sobre o Jiu Jitsu. Contudo todos os atletas passam pela mesma fase onde aparece aquele questionamento“competir ou não competir?”

A competição é muito importante para o crescimento do atleta, nela ele pode experimentar as mais diversas sensações que não podem ser sentidas durante os treinos. Só quem já passou pela experiência de competir entende do que estamos falando, é uma mistura de pensamentos onde você quer que comece logo e que acabe mais rápido ainda, medo, ansiedade, coragem farão desta aventura.

Alguns atletas tem um espírito competitivo dentro de si, eles gostam de se superar e de superar os outros, querem provar para o mundo que sabem o que estão fazendo e estar ali dentro de uma competição os fazem sentir completos. Isso é uma coisa muito boa, porque mesmo quando uma competição não lhe traz medalhas ou títulos elas lhe trazem aprendizado. Você nunca sairá de uma competição ser ter aprendido algo.

Seria muito bom se cada atleta passasse pelo menos uma vez em um campeonato,pois só a real experiência é capaz de definir se isso realmente é para ele ou não!

Porém nem todos os praticantes querem competir, são verdadeiros monstros dentro do tatame, são técnicos, excelentes parceiros de treino, tem grandes de chances de se dar bem dentro do mundo do BJJ, no entanto não gostam de competir.

Vamos ser realistas, competir não é algo fácil! Demanda dedicação, tempo, compromisso, dinheiro, abdicação, cobrança e muitas pessoas não estão preparadas para isso e nem querem vivenciar esse tipo de situação. O medo é o maior inimigo do competidor, mas isso é algo que atinge todos aqueles que frequentam campeonatos, o que diferencia é o modo como cada um lida com ele, uns consegue dominá-los outro não e ficam traumatizados só de pensar em competir.

Competir te expõe a situações complicadas e pode incluir o fracasso e muitas pessoas não querem lidar com isso. Preferem se manter no controle em sua zona de conforto, treinando apenas por hobby e não tendo obrigação com mais nada além disso.

Não gostar de competir é um direito seu e não te faz melhor nem pior do que ninguém, a única coisa que acontece é que seus objetivos para com o esporte são bem diferentes dos desejos dos outros e vai muito além de campeonatos.

Não quero competir e agora?

É simples tudo deve acontecer no seu tempo, essa é uma decisão sua! Você pode conversar com seu professor tomar opiniões com ele, pois a sua função é exatamente orientar você e os outros alunos diante a essas questões que são complexas.

O bom professor não vai te pressionar a competir porque acha que você tem chances de ganhar e trazer títulos para a equipe, ele vai te orientar e ajudar você a tomar sua própria decisão!

Há muito talento "desperdiçado", pois sempre tem aqueles atletas que mesmo habilidosos não se sentem bem em competição, mas por outro lado não significa que ele possa contribuir para o esporte mesmo não competindo.O cara pode até não competir, mas nada impede que ele venha se tornar um grande professor e criar um verdadeiro exército de competidores.

Muitos dos praticantes não levam jeito para o Jiu Jitsu competitivo e tem verdadeira fobia de competições. Não existe problema nenhum nisto, até porque não existe uma obrigação em gostar de competir, essa vontade deve partir do próprio atleta.

Todas as pessoas tem seus motivos pessoais para praticar a arte, uns querem se profissionalizar, outros só querem vencer campeonatos e serem reconhecidos, já alguns só querem relaxar ou buscar uma estilo de vida mais saudável. Dentro do tatame existirão inúmeras pessoas com vidas e personalidades diferentes por isso a individualidade de cada uma precisa e deve ser respeitada.

Nossa vida é uma verdadeira roda gigante, não há nada que podemos afirmar com convicção, hoje você pode ser um competidor nato e amanhã por qualquer motivo pode preferir não competir mais, do mesmo modo de que no atleta não competidor pode surgir o desejo de algo a mais onde a competição seria uma maneira de encontrar o que está buscando.

Cada pessoa tem seu tempo, então não se desespere por não gostar de participar de campeonatos e nem ceda a pressão de terceiros, se um dia você se sentir preparado para competir ok! Se não, não tem problemas.

O futuro de alguém dentro do esporte não é decidido apenas com títulos e medalhas e sim com a sua contribuição para com a Arte!

Não deixe de aprender, de se dedicar, de dar sempre o seu melhor nos treinos, o fato de competir ou não, não é o mais importante, o que importa é você descobrir os benefícios do Jiu Jitsu e usufruir deles além de sempre oferecer bons treinos para seus amigos!

Mesmo não sendo competidor quer se tornar um expert na arte?

Todo mundo tem o direito de tomar suas próprias decisões sendo no esporte ou na vida. Porém se você é um praticante fanático por Jiu Jitsu e mesmo não gostando de competir quer ser uma fera dentro dos tatames, tendo domínio sobre a Arte para ser conhecedor de técnicas e ainda ajudar os amigos competidores?

Você está no lugar certo! A equipe do BJJFANATICS preparou para você com muito carinho um verdadeiro arsenal de técnicas e posições feitas pelos maiores especialistas no Jiu Jitsu do mundo. Você pode turbinar seu Jiu Jitsu sem sair de casa e ainda tendo como professores feras como Lucas Lepri  e Thomas Lisboa!

Está na hora de revolucionar seu Jiu Jitsu, venha logo e adquira já o seu!!

GUARDA DE GANCHO DO BÁSICO AO AVANÇADO COM THOMAS LISBOA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

A CIÊNCIA DA PASSAGEM DE GUARDA COM LUCAS LEPRI (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

Marcadores