X Close
Your Cart
Keep Shopping
Ighor Horta, O Casca Grossa Que Viajou 12 Países Em 10 Meses Espalhando E Aprendendo Jiu Jitsu Pelo Mundo!

Ighor Horta, O Casca Grossa Que Viajou 12 Países Em 10 Meses Espalhando E Aprendendo Jiu Jitsu Pelo Mundo!

Hoje nós conversamos com um faixa preta casca grossíssima que é nascido em Juiz de Fora Minas Gerais e desde que entrou no Jiu Jitsu tem como referências Bernardo Faria e Leonardo Saggioro. Ighor Horta é da mesma linhagem de Bernardo e Cascão e assim como os eles treinou com Ricardo Marques desde a faixa branca até a faixa preta.

Leia Mais Sobre Saggioro...

Recentemente, o representante da Brazilian Top Team, fez um verdadeiro tour, aprendendo e espalhando seus conhecimentos de Jiu Jitsu pelo mundo, em 10 meses de viagens, Ighor visitou 12 países, não só aprendendo e disseminando Jiu Jitsu conhecendo várias academias, mas também vivendo o dia a dia nas mais diversas culturas.

Neste Bate-papo você vai conferir um pouco dessa trip de Ighor!

Qual foi o motivo inicial dessa viagem? Desde o início você sabia que rodaria o mundo dessa forma? Por quais países você passou?

Não, no começo a intensão da viagem era somente passar uma temporada com um grande amigo, o Gustavo Bessa que é Head Coach da BTT Happy Valley Oregon, por lá eu fique 5 meses e pude aprender muito sobre o business do Jiu Jitsu Extra Aula.

Quando eu ainda estava por lá algumas oportunidades foram surgindo e o desejo de conhecer o mundo sempre esteve comigo, sempre quis entender como o Jiu Jitsu está se expandindo pelo mundo.

Alguns amigos me convidaram para visitar suas academias e quando eu vi, lá estava eu passando por : Portugal, França, Alemanha, Polônia, Escócia, Inglaterra, Polônia, Holanda Bélgica, Luxemburgo, Marrocos, Itália e outros que passei apenas por horas mas deu pra aproveitar um pouco, como Áustria mas esses eu nem conto, pois andei só 4 horas por lá.

Quais foram as academias que você visitou ao longo dessa viagem?

Aí longo dessa viagem visitei mais de 15 academias, sendo elas de múltiplos times. Além das afiliadas a BTT como BTT Cambridge, também passei pela Rio Grappling Club, Roger Gracie Academy, GF Team France, e outras academias com bandeiras próprias.  

Fazendo um balanço, você aprendeu mais ou ensinou?

Aprendi muito ensinei muito eu literalmente virei uma esponja, queria absorver o máximo de informações possíveis de todos os lugares que eu passava, pois a final quero viver de Jiu Jitsu!

Além de muitos seminários e treinos você também participou de campeonatos, tanto lutando como também trabalhando, como foram esses campeonatos?

Sim entre eles eu ganhei 3 campeonatos da IBJJF 2 com dois com kimono e 1 No-gi, foram eles, Poznan Open na Polonia e o Roma Open na Itália, com kimono e sem kimono.

E também trabalhei como árbitro, mas é difícil conciliar as duas coisas, entretanto no momento ainda é preciso trabalhar para pagar as contas. Trabalhando com e a equipe do coordenador Vita foi tudo muito mais fácil, me senti em casa na Europa!

Além de ter visto muito Jiu Jitsu, certamente você também desfrutou de paisagens e lugares incríveis, deu para aproveitar e dar uma relaxada?

Foi incrível, aproveitei muito pra ser sincero, são coisas que não tem preço e vou levar para o resto da minha vida. Uma das coisas que eu fiz, foi conhecer todos os lugares e paisagens possíveis, muitas delas as vezes na estrada mesmo, pois eu andava muito de ônibus e trem, mas foram tantas que até arrepio de me lembrar.

Quais foram as maiores experiências e aprendizados dessa viagem e como você retorna ao Brasil?

Bom experiência que eu aprendi foi que temos que ter mente aberta para o mundo, sabendo aceitar todas as culturas e tentar sempre extrair o melhor delas para nos tornarmos seres humanos melhores.

Quais são os seus ídolos dentro do esporte?

Bom não tem como não falar de pessoas que cresci junto. Bernardo faria me espelho muito nele não só no jiu jitsu mas no business em geral. Leonardo Saggioro um cara que tenho admiração por tudo que batalha e sempre está na guerra.

Leia Mais Sobre Bernardo...

E principalmente o meu mestre, mentor e quase um pai para mim, Ricardo Marques que me ensinou tudo aquilo que sei e se hoje tenho perspectiva de viver do que amo foi muito por ajuda dele.  

Quais são os planos para o futuro?

Bom, tenho muitos planos, mas no momento meu foco é ser Campeão Mundial No-Gi, modalidade que mais amo e depois a gente vê o que mundo nos aguarda. Mas ano que vem tem eurotrip de novo e com países diferentes!

 

Com muitos anos de prática no Jiu Jitsu e treinando com uma equipe que é um grande berço do Jiu Jitsu Mundial, Ighor hoje compõe o time da Brazilian Top Team de Juiz de Fora, por lá grandes nomes do Jiu Jitsu Mundial saíram para o mundo, entre eles seus amigos Bernardo e Leonardo Saggioro que hoje morando nos Estados Unidos e no Canadá, respectivamente ensinam Jiu Jitsu de qualidade!

Aprenda com os parceiros de Ighor! 

A ENCICLOPÉDIA DA PASSAGEM NA PRESSÃO COM BERNARDO FARIA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

RASPE TODO MUNDO POR LEONARDO SAGGIORO (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

 

 

Marcadores