Jiu Jitsu Nas Olimpíadas? Será?

Jiu Jitsu Nas Olimpíadas? Será?

Se tem um assunto que pode ser chamado de polêmico esse assunto é sobre o Jiu Jitsu se tornar olímpico. Essa pauta gera muita divergência entre os amantes da arte suave e as dúvidas envoltas sobre tal tópico são inúmeras.

Enquanto uns esperam ansiosamente o dia em que o Jiu Jitsu integrará o grupo de Esporte que compõem as Olimpíadas outros discordam veemente dessa integração afirmando que isso traria muitos prejuízos ao esporte.

É nítido que o Jiu Jitsu é um dos esportes que mais crescem no mundo, a arte suave criada e disseminada pela família Gracie angariou praticantes e fãs em vários países, em alguns já é tido até como matéria obrigatória no ambiente escolar, como no caso dos Emirados Árabes. Muitos entusiastas da Arte Suave sempre torceram para que o esporte se tornasse olímpico, esportes como Caratê, Surf e Skate foram inseridos nos Jogos Olímpicos que acontecerão em Tóquio em 2020, então porque o Jiu Jitsu que é um esporte em ascensão não pode fazer parte também?

Para explicar essa questão, primeiro é importante ressaltar as regras do COI, que significa Comitê Olímpico Internacional. Esse comitê é uma organização não governamental, com sede na Suíça que atua diretamente na organização e realização dos Jogos Olímpicos. O COI foi criado por Pierre de Coubertin em 23 de junho de 1894.

Função do COI

O objetivo desse órgão não governamental é estabelecer regras sobre os Jogos Olímpicos, administrar, organizar e realizar as Olimpíadas, selecionar os países que servirão de sede e orientar sobre a realização, administrar os direitos autorais sobre os símbolos, marcas e imagens relacionadas aos jogos.

O que um esporte precisa para integrar as Olimpíadas

 De acordo as regras do COI, para ser olímpica uma modalidade esportiva precisa ser praticada em, no mínimo, 75 países e 4 continentes por homens e 40 países e 3 continentes por mulheres. Precisa também ser regida por uma entidade única em escala mundial, tal qual acontece, por exemplo, com CBJ (Confederação Brasileira de Judô), entidade gestora do Judô nacional que representa o Brasil em qualquer parte do mundo sob a égide da FIJ (Federação Internacional de Judô), entidade maior do esporte.

Essa explicação já expõe as dificuldades para que insira o Jiu Jitsu nas olimpíadas. Todos sabem que no BJJ tem inúmeras federações Algumas das mais influentes são CBJJ (Confederação Brasileira de Jiu Jitsu), CBJJE (Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Esportivo), CBJJO (Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Olímpico) e CBJJD (Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Desportivo). Fora as confederações internacionais, como a UAEJJF (Federação de Jiu Jitsu dos Emirados Árabes Unidos) ou a IBJJF (Federação Internacional de Jiu Jitsu Brasileiro). E sem contar as federações estaduais, como a FPJJ (Federação Paulista de Jiu Jitsu) ou a FJJRio (Federação de Jiu Jitsu do Rio de Janeiro).

O maior problema a ser enfrentado é que dificilmente haveria uma unificação dessas entidades. Como regulamenta o COI para que o esporte passasse a pertencer aos Jogos Olímpicos. Com essa multiplicidade de confederações não é possível determinar por exemplo um único campeão mundial por peso e faixa já que existem campeonatos com a mesma nomenclatura de entidades divergentes.

Outro ponto mundo relevante é que para quem está acostumado com as regras de Jiu Jitsu consegue entender perfeitamente o andamento de um luta, no entanto para o público da mídia televisiva que é composto por espectadores dos mais variados tipos, não seria lucrativo ter em uma grade televisiva um esporte que as regras são de difícil entendimento pelos que são leigos.

Fabio Gurgel que é um grande mestre e é considerado um dos mais visionários no esporte não concorda com essa possibilidade de o Jiu Jitsu ser inserido no ambiente Olímpico. Disse “O que é ser um esporte olímpico no Brasil? beneficiar talvez 20-30 atletas que disputariam as no máximo 10 vagas disponíveis a cada 4 anos, e o resto?  E as academias que hoje existem e se tornaram o negócio de tantos que escolheram viver do Jiu Jitsu? isso simplesmente terminaria por completo pois o comando do esporte iria para o governo, ministério dos esportes e todas as camadas da burocracia estatal que a cada dia se mostra mais ineficiente.”

Como em qualquer área sempre haverá pontos positivos e pontos negativos. É claro que pertencer a gama de esporte que fazem parte dos Jogos Olímpicos seria uma honra para todos nós que amamos nosso esporte e que gostaríamos te ver mais pessoas tendo acesso a ele. É nítido que ao pertencer e esse grupo haveria uma exposição maior e bem mais positiva ao Jiu Jitsu.

Mas mesmo não pertencendo as olimpíadas o esporte ganha em eventos muito bem organizados e profissionais, como por exemplo, o METAMORIS E A COPA PÓDIO. E ainda assim há eventos das confederações que estão se adequando e valorizando os atletas amadores e profissionais, as premiações estão cada vez mais justas e aquela visão negativa que associava o BJJ à violência está  sendo perdida, hoje virou uma arte marcial que é praticada por mulheres, crianças e até idosos. Muitas empresas hoje querem investir em atletas e nos eventos. Em relação as premiações oferecidas nos campeonatos há muito o que melhorar mais dando um passo de cada vez o Jiu Jitsu vem conquistando seu espaço e angariando muitos adeptos do estilo de vida que é a arte suave.

Independente de ser um esporte Olímpico ou não o mais importante e que ele seja valorizado, sabemos que almejar estar em uma olimpíada poderá não ser tão vantajoso, por isso esperamos que as federações sejam mais justas e invistam mais no nosso esporte.

Em comparação há um tempo a trás não se falava tanto em Jiu Jitsu como se fala, hoje há uma legião de atletas competindo e praticando essa arte marcial. É nítido que ele está em constante ascensão e ainda ouviremos falar muito do nosso amado BJJ, mesmo que ele não vá para as Olimpíadas.

Enquanto essa eterna duvida não tem uma solução, nós vamos buscando evoluir e melhorar nosso esporte da maneira que podemos. E como faremos isso?  Acompanhando a evolução do nosso esporte, aperfeiçoando nossas técnicas e aprendendo novas.

Quer melhorar seu Jiu Jitsu?

O BJJFanatics vai te ajudar. Aqui você encontrará uma infinidade de posições e pode aprimorar seu jogo e surpreender seus adversários.Irmãos Miyao ,Eduardo Telles  e  fazem parte desse time de campeões que vão te ensinar como alavancar seu jogo.

Não perca tempo e venha conferir!

O BERIMBOLO E MUITO MAIS COM IRMÃOS MIYAO (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI

TUDO SOBRE A GUARDA TARTARUGA COM EDUARDO TELLES

COMPRE AQUI

Marcadores