Os 5 Maiores Erros De Um Praticante De Jiu Jitsu

Os 5 Maiores Erros De Um Praticante De Jiu Jitsu

A academia é um local onde diferentes pessoas se encontram, dentro do tatame é possível vermos pessoas de todas as idades, alturas, pesos e etc, pessoas com diferentes profissões, personalidades, e também intenções.

Diante de tantas diferenças observamos alguns hábitos negativos que devemos identificá-los e remove-los, para que o tatame se torne um ambiente agradável e positivo para todos.

Selecionamos quatro dicas de atitudes que não condizem com a cultura do Jiu jitsu e quando identificadas devem ser abolidas e corrigidas! Confira!

1 - Mentir

Nunca chame seu companheiro para “fazer um treino soltinho” se realmente não for treinar “soltinho. O “rola soltinho” deveria ser uma oportunidade para o desenvolvimento técnico, focado mais em movimentação, sem a utilização da força, contribuindo para o ajuste de posições e aprendizado. Contudo muitas pessoas aproveitam desse momento em que seus adversários estão rolando naturalmente mais vulneráveis para passar o carro em seu colega de treino.

Além da tradicional mentira do “rola soltinho” existem outras mentiras muito comuns dentro dos tatames. Aquela velha mentira, “ eu estava machucado”, ou então “ Eu vou no próximo campeonato”, ou então, a mais feia de todas, “Eu vou pagar a sua inscrição”. Todas essas mentiras não colaboram em nada com o esporte, somente geram inimizades e desconfiança entre aqueles que deveriam se ajudar dentro da equipe.

Seja honesto com seus todos e principalmente consigo mesmo. Um Cara mentiroso não chega a lugar nenhum, é visto com maus olhos por todos, se torna uma pessoa desagradável e sem credibilidade.

2 - Não bater

Um dos ditados mais idiotas do Jiu Jitsu é o “apaga, mas não bate”. Como alguém em sã consciência prefere adquirir uma lesão ou então dormir no tatame do que dar três tapinhas e reiniciar o rola?

Vamos supor que você está preso em um arm-lock mas quem está te aplicando o golpe é um cara que você não vai com “ a cara”, ou ele é menos graduado, ou então você quer dar uma de durão. Então, você decide que não vai bater. O que irá acontecer?

Certamente você irá se machucar!!!

Se tiver sorte, ficará pelo menos uns 3 dias de molho. Caso a lesão seja mais grave, você ficará afastado dos tatames por um bom tempo e terá que ter paciência para cuidar dessa lesão.

Entendemos a mentalidade competitiva do Jiu Jitsu e o quão difícil é ser finalizado facilmente. Porém existe uma diferença entre ser duro e ser inteligente. A melhor atitude a se tomar quando você for finalizado é acietar , bater e voltar a treinar novamente.

3 - Excesso de força

Esta é a características predominante em faixas brancas, contudo existem podemos observar até mesmos faixas pretas que dependem exclusivamente de força para conseguir treinar. No caso dos iniciantes, como a técnica ainda não está desenvolvida para tentar sobreviver durante um rola começam a fazer força colossal.

 Sem a técnica suficiente para escapar de uma posição, eles explodem com um esforço demasiada, supinando e de alguma forma conseguem projetar o oponente de cima deles. Pode até parecer uma vitória para eles, mas então surgem as perguntas: Será que seria a mesma estratégia contra alguém de mesma força e peso? Você poderia executar essa ação se estivesse cansado?

Como seria possível o pequeno Mestre Hélio Gracie ter sido capazes de derrotar adversários muito maiores e mais fortes? A essência do Jiu Jitsu criado pro Hélio é o mínimo de força e o máximo de eficiência. Hélio disseminou o Jiu Jitsu pautado na ideia de que um indivíduo mais fraco poderia através da técnica superar adversários mais fortes, isso é um alicerce do Jiu Jitsu e você vai ficar aí fazendo força como um bodybuilder?

Caso você ainda é um iniciante tente aprender o máximo de técnicas possível que assim terá mais confiança em utilizá-las ao invés de fazer força. Se você já é graduado e leva todo mundo na força, lembre-se que um dia sua idade irá chegar e sua força irá diminuir, então preocupe-se ainda mais em se tornar um lutador mais técnico!

4 -Treinar doente ou lesionado

Existem muitas doenças que são transmitidas pelo contato. Além de não ser legal você treinar com um pessoa que está gripada e que o nariz dela escorre o tempo todo, também não é nada educado fazer com que seus amigos de treino corram risco de adquirir a mesma enfermidade que você porque foi teimoso e resolveu ir treinar assim mesmo.

Além de poder contaminar seu colega de treino a bactéria ou vírus ficará presente no ambiente, o que poderia gerar um disseminação da doença naqueles que frequentam o local.

Ao identificar uma lesão, o atleta deve imediatamente buscar ajuda de um médico. Após realizar os exames, identificar o grau da lesão, realize todas os procedimentos indicados pelo médico. As principais lesões provenientes do Jiu Jitsu são as entorses, também chamadas de torções, contusões, distensões, estiramentos e contraturas musculares.

Após identificada a lesão, certamente o médico irá te indicar tratamentos com remédios, repouso, e muitas vezes apoio da fisioterapia.

A fisioterapia não deve ser ignorada, pois além de ajudar com a redução da dor, ela irá te ajudar a recuperar a mobilidade e estabilidade da área lesada e também a flexibilidade e força muscular, além de realizar um treinamento específico visando o retorno á atividade esportiva.

Lesões mal tratadas, tendem a aparecer novamente, podendo transformar-se em lesões graves mais graves ainda, tornando-se até mesmo, ser incompatível com a carreira esportiva. Tenha certeza de que é melhor passar algum tempo sem treinar, do que ficar anos ou a vida toda afastado do tatame.

5 - Falta de higiene           

O kimono é o nosso uniforme de trabalho, algo essencial para a prática do Jiu Jitsu. Já imaginou um médico com seu jaleco fedido? Ou então um advogado com um terno todo remendado?

Não só esteticamente é feio, mas principalmente uma tremenda falta de higiene e respeito com os que estão em sua volta!

O ideal é sempre que acabar de treinar, assim que chegar em casa colocar o kimono de molho ou então dentro da máquina, isso aumentará a vida útil do mesmo, além do seu bem estar e dos seus companheiros de treino.

Além do kimono sempre limpo é importante frisar outras dicas básicas de higiene, como unhas cortadas, não transitar descalço, pisar no tatame de tênis e utilizar sempre desodorante antes dos treinos!

Além de saber sobre o tudo aquilo que não se deve fazer dentro dos tatames, e também todos os valores que compõe a filosofia do Jiu Jitsu, para aproveitar mais seus treinos você deve estar com as técnicas em dia...

Pensando nisso, o BJJ Fanatics disponibiliza cursos com os mais conceituados atletas da atualidade. Já imaginou aprender com aulas particulares e exclusivas desses caras? Sim, isso é possível! Nosso site possui cursos com atletas como Rodolfo Vieira, Robson Mau MauCláudio Calasans,  Eduardo Telles, dentre outros...

 Adquira um de nossos cursos totalmente em português!

 

 O DOMÍNIO DO JIU-JITSU AMASSE, PASSE E FINALIZE POR RODOLFO VIEIRA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

A KIMURA DO “MAU-MAU” - A KIMURA COMO UM ESTILO DE LUTAR JIU-JITSU (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

MATADOR DE GIGANTES POR CLAUDIO CALASANS (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI

 

TUDO SOBRE A GUARDA TARTARUGA COM EDUARDO TELLES

COMPRE AQUI

 

 

Marcadores