Desmistificando As Vantagens No Jiu Jitsu

Desmistificando As Vantagens No Jiu Jitsu

 

O Jiu Jitsu é comprovadamente a arte marcial mais eficiente do mundo, disso nós já sabemos, o poder de finalizações e domínio que um praticante da arte suave tem sobre um leigo é algo incrível.

Muitas vezes quando vemos lutas de MMA por exemplo, em que um dos atletas é lutador de Jiu Jitsu e este enfrenta um adversário que negligencia o aprendizado da arte suave, o lutador de Jiu Jitsu simplesmente “amarrota” seu oponente, dando verdadeiros passeios como quedas, pegadas de costas, e inevitavelmente o finalizando.

Contudo, nos dias atuais com tanta disseminação do esporte, tanta informação e tantos casca grossas, muitas vezes dois atletas extremamente técnicos quando se encontram em um campeonato de Jiu Jitsu, fazem lutas muito parelhas que são decididas nas vantagens.

De acordo com o Manual de Regras da IBJJF, uma luta de Jiu Jitsu nunca terminará empatada e os critérios de resultados de um combate são definidos por:

I – Desistência : Desistência é a superioridade técnica que um dos atletas impõe ao adversário decretando sua derrota.

II – Desclassificação : São faltas gravíssimas as que acarretam desclassificação imediata do atleta pelo Árbitro

III – Perdas dos sentidos : Ocorre quando um dos atletas é derrotado ao perder os sentidos por golpes permitidos, como pressão, estrangulamento, quedas, ou em casos de acidentes, em que o adversário não tenha cometido falta intencional de desclassificação.

IV – Pontos : A competição pôr sua natureza impõe aos atletas a usarem suas habilidades técnicas, tentando finalizar ou neutralizar as do seu adversário, o ponto é a superioridade técnica que os atletas conquistam durante a competição através de colocações e pontos negativos do adversário. Para o atleta receber o ponto, é necessário que ele domine por 3 segundos a posição.

V – Vantagens : É considerada vantagem quando o atleta não conseguir estabilizar 3 posições passíveis de pontuação ou oferecer um real perigo em uma tentativa de finalização sem sucesso. Quando houver empate no número de pontos, será declarado vencedor o atleta que tiver mais vantagens.

VI – Punições : As punições no Jiu Jitsu são dadas aos atletas de forma acumulativa e são classificadas por falta de combatividade, falta grave e falta gravíssima. Quando houver empate no número de pontos e vantagens, será declarado vencedor o atleta que tiver menor número de punições.

VII – Combatividade : Quando os placares de ambos atletas estão idênticos, cabe ao arbitro decidir de acordo com os critérios de combatividade qual atleta foi mais efetivo durante a luta e decidir quem será o vencedor.

VIII- Sorteio : Caso os dois atletas se acidentem numa luta final de categoria, com a luta empatada no momento do acidente, e nenhum dos dois atletas tenha condição de continuar no combate a mesma será decidida por sorteio.

Apesar de muitas pessoas falarem que que buscam somente a finalização e não darem a devida importância para a pontuação, saber a regra do esporte que se pratica e lutar com “o regulamento em baixo do braço”, é algo que pode ser decisivo entre a vitória e a derrota em uma competição.

Em uma luta parelha muitas vezes é decidida nas vantagens, contudo muitas pessoas questionam o que é vantagem e o que não é vantagem dentro do Jiu Jitsu. Nesse post tentaremos esclarecer algumas dúvidas em relação á isso. Confira!

É considerada vantagem quando o atleta consegue chegar em uma posição passível de pontos (raspagem, queda, joelho na barriga, passagem de guarda, montada, pegada de costas e montada pelas costas), mas não estabilizadas 3 segundos.

O atleta também terá uma vantagem assinalada quando aplicar uma tentativa de finalização que venha a expor o adversário ao perigo real de desistência. Mais uma vez cabe ao árbitro avaliar a proximidade da finalização.

O árbitro só poderá assinalar a vantagem para o atleta quando este não tiver mais possibilidade de chegar à posição de pontuação.

Exemplos de vantagens

Vantagem de queda

• Quando o atleta projeta o adversário de costas, de lado ou sentado e o adversário se levanta em menos de 3 (três) segundos.

• Quando o atleta aplica uma queda ou uma sequência de quedas e seu adversário volta a ficar de pé antes da estabilização no solo. A vantagem deve ser atribuída apenas quando não houver mais possibilidade de derrubar o adversário.

Vantagem de passagem de guarda

• Quando o atleta que está na guarda do adversário emborca, ou permite que o adversário se emborque, controlando as costas do adversário na posição de 4 apoios e o mantendo com pelo menos um dos joelhos no chão, sem a necessidade de colocar os ganchos.

• Quando iniciando da guarda (ou de uma puxada pra guarda) o atleta conquista o controle da meia guarda do adversário, mas não concretizando a passagem na sequência do movimento.

Vantagem do joelho na barriga

• Quando o atleta coloca o joelho na barriga do adversário, mas mantém o joelho da outra perna no solo. Vantagem da montada

• Quando o atleta que está por cima e já livre da guarda ou da meia-guarda senta sobre o tronco do adversário e mantém os dois joelhos ou um pé e um joelho no solo, virado para a cabeça do adversário, mas com os dois braços do adversário presos sob suas pernas.

Vantagem da pegada pelas costas

• Quando o atleta dominar as costas do adversário, colocando os calcanhares na parte interna das coxas do adversário, mas aprisionar os dois braços do adversário.

• Quando o atleta dominar as costas do adversário, mas mantiver os pés cruzados, triângulo fechado ou colocar apenas um dos calcanhares na parte interna da coxa do adversário.

Vantagem da raspagem

• Quando o atleta desequilibra o adversário em uma tentativa de raspagem, onde chega a ficar por cima, mas não consegue estabilizar a posição por 3 segundos.

*Esses exemplos são apenas ilustrativos e não representam a totalidade das situações que podem ser assinaladas como vantagens.

Casos específicos em que não são concedidas vantagens:

•A posição de meia-guarda não significará uma vantagem para o atleta que estão por cima se o mesmo concretizar a passagem de guarda na sequencia do movimento.

•A posição de meia-guarda não significará uma vantagem para o atleta que está por cima se não estiver vindo de uma tentativa de passagem de guarda.

•O atleta que sofrer uma queda do adversário e conseguir rolar terminando o movimento por cima não mais terá uma vantagem assinalada pelo árbitro.

•O atleta que iniciar um movimento de raspagem, mas deliberadamente desistir de permanecer por cima para preservar sua posição de defesa não receberá a vantagem referente à raspagem.

•Não haverá vantagem de raspagens que comecem e terminem em situação de guarda 50/50.

•Não será mais concedida vantagem quando o atleta na tentativa de um single-leg aprisiona uma perna do adversário e leva o adversário a andar para fora da área de luta, obrigando o árbitro a interromper o combate.

•Não será mais concedida vantagem quando o atleta na tentativa de completar um movimento de raspagem, conduzir o adversário para fora da área de luta sem ter ficado por cima em algum momento do movimento.

Agora que você já sabe tudo sobre as vantagens no Jiu Jitsu, não pode mais vacilar nas competições e perder um campeonato por uma vantagem não é mesmo? E você confia no seu Jiu Jitsu? Quer aprender mais técnicas e se tornar cada vez mais casca grossa? 

O BJJ Fanatics preza pelo conhecimento, pela técnica refinada, por isso disponibiliza o mais completo conteúdo! Nosso site te oferece o mais exclusivo e completo conteúdo com os melhores atletas da atualidade!

 Leonardo Saggioro, Jake MackenzieCláudio Calasansdentre outros, nos mostram seus segredos e ajustes de suas posições favoritas! 

Adquira um de nossos cursos, totalmente em português e confira nosso conteúdo os principais ajustes e técnicas utilizadas por estes campeões!   

RASPE TODO MUNDO POR LEONARDO SAGGIORO (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

O MANUAL DA MEIA GUARDA INVERTIDA COM JAKE MACKENZIE (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

MATADOR DE GIGANTES POR CLAUDIO CALASANS (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI

 

 

Marcadores