Luiz França, Um Importante Difusor Do Jiu Jitsu Brasileiro

Luiz França, Um Importante Difusor Do Jiu Jitsu Brasileiro

O Jiu Jitsu trazido do Japão pelo cônsul japonês Mitsuyo Maeda, o Conde Koma, difundiu-se e muito se modificou ao longo dos anos. Todos nós conhecemos e reverenciamos somente “Hélio Gracie” aquele que é considerado por muitos o “criador” do Jiu Jitsu, contudo além de Carlos Gracie (irmão e professor de Hélio), Conde Koma teve outros alunos talentosos que desenvolveram paralelamente aos Gracie a arte que conhecemos hoje.

Um exemplo desses alunos é Luiz França, assim como Carlos e Gastão Gracie, moravam em Belém do Pará onde aprenderam técnicas do Jiu Jitsu (antigo) junto de Maeda. Assim como os Gracie, França também saiu do Pará para morar no Rio de Janeiro, onde começou a transmitir os conhecimentos aprendidos com Koma.

Luiz de França Filho, conhecido como “Luiz França”, nascido em 2 de junho de 1910, no estado de Alagoas, ingressando na Marinha do Brasil em 1932 com 22 anos, serviu como militar Fuzileiro Naval. O Cabo França, aprendeu com Maeda e outros seguimentos não registrados formalmente, os ensinamentos da arte marcial japonesa Ju-Jutsu.

O inicio da carreira de Luiz foi no exercício militar, quando o então cônsul, Mitsuyo Maeda foi convidado para ensinar um grupo de militares da Marinha do Brasil técnicas de auto defesa, já que era profundo conhecedor de uma arte marcial completa em todos os sentidos e extremamente eficiente no combate militar.

O cabo Luiz França, com os aprendizados de Conde Koma, se destacou no aprendizado entre os os fuzileiros navais, com os conhecimentos técnicos, e filosóficos desta arte, representando muito bem os conhecimentos da Defesa Pessoal ensinada pelo instrutor Japonês.

Com todo esse conhecimento adquirido, Luiz França passou então a ensinar a arte como forma de defesa pessoal para as forças armadas e também para a população carente da Zona Norte do Rio de Janeiro, enquanto os Gracie fixaram residência na Zona Sul da mesma cidade onde abriram a primeira academia de Jiu Jitsu.

Sua história como precursor e representante do Jiu Jitsu, bem como, do sistema de defesa pessoal adotado no Corpo de Fuzileiros Navais, foi perpetuada entre os militares e unidades, não sendo registradas como atividades que faziam parte da administração esportiva ou pedagógica da Marinha. Por isso, informações sob forma de relatos históricos são transferidas por antigos alunos, sendo eles o que teve maior destaque, Oswaldo Fadda.

Tendo em vista esta arte ser muito eficaz no aprimoramento das técnicas militares de combate, e sem necessitar o uso de kimonos para prática, pois a farda muito se assemelhava ao kimono, França encontrou em um de seus alunos, a oportunidade de ensinar o Jiu Jitsu Tradicionalmente ensinado por Maeda. Por se tratar de um aluno muito disciplinado e dedicado, destacou-se dentre os outros Fuzileiros Navais e acabou tornando-se o único a entender o sentido real e aplicabilidade do Jiu Jitsu para sua vida.

O professor França, com 59 anos no ano de 1969 faleceu, ainda no serviço ativo da Marinha do Brasil ocupando o ultimo posto em que um praça pode alcançar, o de Suboficial. Seu conhecimento foi disseminado pelo seu principal discípulo, Oswaldo Fadda, figura essa que em breve será lembrado pelo BJJ Fanatics em uma de nossas postagens!

Julio foi aluno de Monir Salomão que por sua vez foi aluno de Oswaldo Fadda, o principal aluno de Luiz França, por conta disso, Rodolfo Vieira e Robson Mau Mau são da linhagem de Luiz França! Não somente esses dois grandes nomes do Jiu Jitsu mundial, mas também todos aqueles que treinam com o Mestre Julio Cesar Pereira na GF Team são dessa linhagem.

O BJJ Fanatics, juntamente com essas 2 feras sucessoras da linhagem de Luiz França, leva até você todo o conteúdo técnico que os consagraram como grandes nomes do esporte! 

 O DOMÍNIO DO JIU-JITSU AMASSE, PASSE E FINALIZE POR RODOLFO VIEIRA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

A KIMURA DO “MAU-MAU” - A KIMURA COMO UM ESTILO DE LUTAR JIU-JITSU (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

Marcadores