Oswaldo Fadda, Um Pioneiro Na Democratização Do Jiu Jitsu

Oswaldo Fadda, Um Pioneiro Na Democratização Do Jiu Jitsu

Oswaldo Baptista Fadda, conhecido como “Mestre Fadda”, nascido 15 de janeiro de 1921 no Rio de Janeiro e falecido em 1 de abril de 2005, na mesma cidade. Fadda foi um Grande Mestre de Jiu Jitsu Brasileiro, chegando ao 9º grau (faixa vermelha), sendo o aluno mais talentoso de Luiz França, e dando continuidade ao legado de seu mestre, sendo um dos mais importantes nomes da linhagem de mestres da GF Team, como Julio Cesar e Baraúna.

Homem humilde, conhecedor profundo do Jiu jitsu e o pioneiro a levar a "arte suave" para o subúrbio carioca o Mestre Fadda nasceu, viveu e morreu em Bento Ribeiro.

Trajetória

Descendente de italianos era filho de João Baptista Fadda e Adelina Josephina Batista Fadda. Oswaldo era um homem generoso e conhecido por ser modesto, de família e bem humilde, mas uma pessoa muito dinâmica.

Em 1937, aos 17 anos, ao ingressar no Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, na Fortaleza de São José, Ilha das Cobras - RJ começou em treinamentos militares de Defesa Pessoal baseadas no Jiu-Jitsu com Luiz França, que fez parte do pequeno grupo de alunos de Mitsuyo Maeda, conhecido como Conde Koma, introdutor do Jiu Jitsu no Brasil, em 1917, na cidade de Belém, no estado do Pará.

Luiz França, desenvolvia a prática do Jiu-Jitsu junto aos militares de elite da Marinha. Tendo em vista esta arte ser muito eficaz no aprimoramento das técnicas militares de combate, e sem necessitar o uso de kimonos para prática, pois a farda se assemelhavam ao kimono, , Tendo em vista a grande aptidão e vontade de Oswaldo em se desenvolver dentro do esporte, França encontrou em Fadda a oportunidade de ensinar o Jiu Jitsu tradicionalmente ensinado por Maeda.

Por se tratar de um aluno muito disciplinado e dedicado, destacou-se dentre os outros alunos de França e depois de um ano, Luiz França já dizia que Fadda seria um aluno de grande futuro e promoveu seu aluno no ano de 1942 a graduação de faixa preta.

O sucessor de França fez por merecer as palavra de seu mestre e  no mesmo ano em que fora graduado começou a ensinar Jiu Jitsu, no subúrbio do Rio de Janeiro em uma comunidade do bairro de Bento Ribeiro e seus primeiros alunos foram Alexandre de Souza Neves (Mestre Chandú), seu amigo (sendo o 1º e único faixa vermelha Grande Mestre formado por Oswaldo Fadda ainda vivo), e Humberto Fadda, seu irmão. Suas aulas eram de portas abertas a todos os jovens, crianças e adolescentes que se interessassem, e o pagamento era a rígida disciplina a ser obedecida, respeito aos pais e continuidade nos estudos.

Em 27 de janeiro de 1950, nesse mesmo subúrbio, Fadda fundou sua própria academia, que é mantida até hoje por sua família mora no mesmo endereço. A Academia, com mais de 60 anos continua de funcionando na Rua João Vicente, 1.191 - Bento Ribeiro, sendo comandada por Helio Fadda, sobrinho de Oswaldo.

No subúrbio em que sempre viveu, com profundo idealismo, divulgou, extraordinariamente, esta modalidade esportiva. Demonstrava, com seus alunos, as técnicas do jiu jitsu nas favelas, praças públicas, praias, morros, circos, pátios de igrejas e clubes, visando à ampla expansão de sua prática possível a todos.

Em seu repertório, técnicas de reanimação inclusas em um vasto arsenal de informações e golpes que são guardados a sete chaves pelos Mestres da Academia Fadda. Dentre eles, Chaves de pé, perna, estrangulamentos de músculos e etc, que inclusive são proibidas de acordo com as regras da IBJJF.

“Tenho um método próprio e, por isso, prefiro ensinar aqueles que são completamente leigos no assunto. Entendo que é muito mais fácil ensinar a quem nada sabe, do que ter que tirar primeiro os vícios e defeitos para depois aplicar o método e regras da academia Fadda.” Citou o Fadda.

Outra atividade, na qual o Mestre Fadda foi pioneiro, era a recuperação, através do Jiu Jitsu, de pessoas com anomalias físicas e até mentais, principalmente vítimas de paralisia infantil. Naquela época ainda não tínhamos um controle da paralisia infantil e Fadda tinha vários alunos com essa doença participando de suas aulas como forma de coordenação motora e exercícios.

Com muitos trabalhos voluntários e tendo como público uma comunidade carente, não lhe restava muito capital para investir em publicidade. O máximo que ele conseguia para poder divulgar sua academia era um pequeno espaço na página de óbitos. A solução encontrada pelo mestre para chamar a atenção da mídia foi a de desafiar a poderosa família Gracie... mas isso é assunto para um próximo post...

O Mestre Fada, faleceu no ano de 2005 com 84 anos, mas seu conhecimento foi disseminado por muitos de seus alunos , dentre ele Monir Salomão, figura essa que em breve será lembrado pelo BJJ Fanatics em uma de nossas postagens!

Julio foi aluno de Monir Salomão que por sua vez foi aluno de Oswaldo Fadda, por conta disso, Rodolfo Vieira e Robson Mau Mau são da linhagem de Fadda! Não somente esses dois grandes nomes do Jiu Jitsu mundial, mas também todos aqueles que treinam com o Mestre Julio Cesar Pereira na GF Team são dessa linhagem.

O BJJ Fanatics, juntamente com essas 2 feras sucessoras da linhagem de Oswaldo Fadda, leva até você todo o conteúdo técnico que os consagraram como grandes nomes do esporte!  

 O DOMÍNIO DO JIU-JITSU AMASSE, PASSE E FINALIZE POR RODOLFO VIEIRA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

A KIMURA DO “MAU-MAU” - A KIMURA COMO UM ESTILO DE LUTAR JIU-JITSU (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

Marcadores