X Close
Your Cart
Keep Shopping
No Jiu Jitsu, Posso Chamar Um Graduado Para Rolar Ou Não?

No Jiu Jitsu, Posso Chamar Um Graduado Para Rolar Ou Não?

Essa é uma questão muito complicada de abordar. Haverá inúmeras correntes a favor e outras completamente contra a essa prática. O fato é que favoráveis ou não a hierarquia é algo necessário e que mantém as coisas funcionando.

Imagine só, uma empresa que não há um chefe, não há nenhum superior hierárquico, para dar ordens ou gerir o funcionamento desta empresa. Um lugar onde todos os funcionários estão no mesmo nível de hierarquia e podem fazer o que quiserem. É óbvio que em um determinado instante isso não funcionará, pois haverá choque de ideias e não haverá ninguém com voz ativa para decidir o que deverá ser feito, virando um grande bagunça.

 De um ponto de vista mais superficial a igualdade entre as pessoas é algo muito importante e necessário, no entanto há momentos e ambientes que a hierarquia deve e precisa existir para que as coisas fluam de uma maneira correta e até mesmo imperativa, principalmente dentro das artes marcial onde a filosofia é baseada no respeito e na disciplina.

Como você pode exigir respeito e disciplina se não há um nível de diferenciação entre os presentes? Infelizmente existem muitas pessoas que não respeitam as outras e nem o ambiente em que elas estão. Se você analisar afundo logo remeterá seu pensamento a alguma pessoa que em algum momento teve um comportamento que não é compatível com um aluno de Jiu Jitsu.

A hierarquia no Jiu Jitsu é algo bem forte e mesmo com a evolução do esporte isso não deixou de existir. O que é certo, pois aqueles que estão a mais tempo no Jiu Jitsu merecem sim um diferencial por estarem á mais tempo praticando a arte, por terem um pouco mais de experiência e também pelo fato de já terem superado alguns obstáculos durante sua caminhada.

Não estamos falando aqui daquele graduado autoritário que menospreza os menos graduados, que por qualquer motivo já está esculachando os iniciantes e mandando pagar “flexões”, estamos falando daqueles que já tem uma história, que tem algo de bom para ensinar a você e não deve-se esquecer que um dia será você no lugar dele, então trate os outros como gostaria de ser tratado. Independentemente de faixa o respeito deve ser algo generalizado dentro do tatame de faixa branca a preta.

Porém a cultura das artes marciais é que de acordo com cada degrau avançado, ou a cada faixa conquistada, o aluno passa a ter mais “poder” dentro do tatame. Esse “poder” se daria no sentido de experiência, não podendo ser usado para desrespeitar e sim para ajudar na formação de pessoas melhores e mais respeitosas.

Quando entramos no Jiu Jitsu aprendemos algumas coisas que devem e outras que não devem ser feitas dentro do tatame. Essas regras são usadas como forma de doutrinar a pessoa a ser mais gentil, educada e solícita. Por exemplo, sempre cumprimentar os presentes no tatame por ordem de faixa, não falar enquanto seu mestre está ensinado alguma posição, jamais promover algazarras e proferir palavras de baixo calão dentro do dojô, respeitar seus companheiros de treinos, entre outras.

Não quer dizer que o tatame deve virar um quartel general, onde ninguém ri ou brinca, onde todos parecem robôs e não podem demonstrar nenhum tipo de emoção. Pelo contrário, o tatame deve ser um lugar de alegria, companheirismo e alegria. Mas não pode se esquecer que ali não é o parque de diversões e tem condutas a serem seguidas para o bom funcionamento dos treinos.

A polêmica, chamar ou não chamar um graduado para treinar?

Essa é uma pergunta difícil de responder de forma incisiva. Pois cada um terá o posicionamento diferente. O que vale enfatizar é que não quer dizer que você não pode chamar um mais graduado que você para rolar, mas sim que você não DEVE chamá-lo.

A verdade é que se espera que os mais graduados tenham um conhecimento maior técnico maior que o possibilitem ditar o ritmo dos treinos. No entanto há vários fatores que devem ser levados em consideração, por exemplo,  por mais que um faixa preta de 50 anos de idade tenha um bagagem técnica imensa ele não terá o mesmo vigor físico que um jovem faixa branca de 19 anos, e nada impede neste caso que o fator idade seja prejudicial ao faixa preta, o que em nenhum momento desmereceria sua faixa e sua trajetória dentro do esporte.

O Jiu Jitsu é um esporte simples mais ao mesmo tempo complexo, por mais técnico que você seja nada impede que um menos graduado te amasse ou te finalize. Esse nem é o maior dos problemas! O problema é o modo com que o menos graduado lidaria com isso, se saísse comemorando ou debochando da situação desmerecendo o graduado. Pode parecer absurdo mais é totalmente possível que algo desse tipo aconteça. Esse é um dos motivos pelos quais há a cultura de que o mais graduado tome a iniciativa do rola.

É claro que há varias situações que podem ocorrer, como por exemplo, se já tem o hábito de treinarem juntos, se ele lhe permite essa conduta de chamá-lo para treinar. Enfim cada caso deve ser analisado individualmente.

Existem vários fatores que podem ser citados para explicar esse fenômeno, entretanto o que deve prevalecer é sempre o respeito assim como deve-se respeitar o mais velhos por sua experiência de vida, devemos respeitar os mais graduados por sua experiência de tatame.

O mais inteligente e respeitoso é aguardar que o mais graduado te chame para o treino. Além de ser uma forma de cordialidade demonstra que você compreende o espírito das artes marciais e respeita o caminho que será percorrido durante a jornada.

Quer se tornar uma fera no Jiu Jitsu?

Seu jogo não flui como antigamente? Você acha que ele está estagnado? E só tem tomado atraso nos treinos? Não se desespere que temos a solução!!!

O site do BJJFANATICS disponibiliza para você um verdadeiro arsenal de técnicas para você que vai da mais simples passagem até o mais elaborado berimbolo. E estas técnicas serão passadas pelos maiores especialistas na arte suave que são grandes campeões do esporte.

Você contará com a ajuda de grandes feras como Jake Mackenzie e sua infalível meia guarda invertida que é capaz de surpreender até mesmo os adversários mais espertos, Bernardo Faria com sua passagem de guarda monstruosa capaz de transpor qualquer guarda e claro que não poderiam faltar os Irmãos Miyao e seu temido berimbolo que assusta até mesmos os lutadores mais tradicionais.

Não perca tempo! Adquira logo o seu e revolucione seu jogo!!!

O MANUAL DA MEIA GUARDA INVERTIDA COM JAKE MACKENZIE (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

O BERIMBOLO E MUITO MAIS COM IRMÃOS MIYAO (ACESSO ONLINE)

 

COMPRE AQUI

A ENCICLOPÉDIA DA PASSAGEM NA PRESSÃO COM BERNARDO FARIA (ACESSO ONLINE)

COMPRE AQUI

 

Marcadores